quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Rio Rotina



Rio Rotina

Reclamaram com a vizinha.
Minha síndica mandou lembranças.
Minha mãe viajou.
Festas...
Porteiro me contou da sua vida.
Bebeu comigo no botequim.
Jogou no bicho.
Mulheres na portaria
falavam mal de mim:
- Bêbado,
- Desnudo
Vindo da praia.
A noite paira.

Admiro a beleza de seus carros blindados.
Botecos com seus mesmos personagens.
O velho que veste jovem,
das velhas senhoras
Imaculada sejam suas propinas.
Me engana que eu gosto.
Comer a carne dura
para manter a roupa fina
Ah! E um pouco pro salão.

Vou bater na sua porta.
Pedir café
e conhecer seu pai,
já idoso e senil
e você cuida.
Ah, minha Tijuca.
Minha prostituta.

Encontrei um colega nosso do Pedro II.
Hoje, ele vende drogas,
especializado em Extase
e mais... é filho da síndica
que toca a campainha
pra reclamar da cervejinha
que derramei no corredor.

Gustavo Moura Brasil


0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO