terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Ao ventilador



Ventilador

Mesmo que espalhe o ar.
Não consegue alcançar
minha alma
minha calma.
Manhã na cama.
Frio.
Me cobre de vento.
Um filho,
Um rebento.
Copiando o vento.
- Manufaturado!

Gustavo Moura Brasil



0 comentários:

Postar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO